Milhões de sonhos já foram realizados por meio do MCMV. O próximo pode ser o seu.

O Programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal é a forma que famílias com renda familiar de até R$ 5.000 contam pra adquirirem a casa própria. O Programa já realizou o sonho de mais de 1 milhão de famílias em todo o Brasil desde que foi criado, em 2009. Ele é gerido pelo Ministério das Cidades e operacionalizado pela CAIXA e Banco do Brasil, em parceria com estados, municípios, empresas e movimentos sociais.

Por meio do MCMV, você contará com condições de pagamento e taxas de juros de acordo com a sua renda familiar. O percentual do valor do financiamento é sempre definido com base no valor de venda e na avaliação da CAIXA ou Banco do Brasil, seguindo as seguintes diretrizes: até 360 meses – 90% (tabela SAC) ou 80% (tabela Price).

O valor limite do imóvel deve respeitar as condições estipuladas pra cada região, que variam de acordo com a população do local. Nas cidades com população superior a 1 milhão de habitantes o valor é até R$ 170 mil, já em municípios com mais de 250 mil habitantes, o valor é de R$ 140 mil e em cidades de 50 mil habitantes o valor limite é R$ 90 mil.

Confira se você se encaixa como beneficiário do Programa.

Faça uma simulação, clique aqui

Lembre-se: nossa equipe também está preparada pra te ajudar. Entre em contato e solicite mais detalhes.

São muitas as vantagens do Programa. Confira:

  • Taxas menores;
  • Possibilidade de utilização do FGTS;
  • Direito ao fundo garantidor (em caso de desemprego, a CAIXA refinancia parte das prestações);
  • Subsídio do Governo Federal de até R$ 17.960 mil, de acordo com a renda apresentada;
  • Juros bem abaixo dos demais financiamentos imobiliários;
  • Possibilidade de parcelar o financiamento em até 360 meses (30 anos).

Sobre os Sistemas de Amortização

O PMMV atua por meio de dois sistemas de financiamento: o Price e o SAC. No primeiro deles, as amortizações são crescentes e os juros decrescentes, resultando em prestações iguais e constantes ao longo do financiamento. Já no SAC, a amortização do capital é constante e os juros decrescentes, resultando em prestações decrescentes.

Tipo de Operação Prestação Sistema
Pós-fixada Sempre iguais PRICE
Pós-fixada Descrescentes SAC

 

Confira, em detalhes, quais são os pré-requisitos.

  • Possuir renda familiar bruta de até R$ 5.000,00 e limite de crédito aprovado pelo Banco;
  • Não ser detentor de financiamento imobiliário ativo em qualquer localidade do País;
  • Não ter recebido subsídio da União, seja direto ou indireto, atualmente ou não;
  • Não ter sido beneficiário com descontos habitacionais concedidos por meio de recursos do FGTS a qualquer tempo;
  • Não ser proprietário, cessionário, arrendatário ou promitente comprador de outro imóvel, seja ele residencial, urbano ou rural;
  • Não ser titular de direito de aquisição de imóvel residencial, urbano ou rural;
  • Não ter restrições cadastrais no CADIN ou débitos não regularizados na Receita Federal ou FGTS;
  • Não comprometer o valor da prestação mais do que 30% da renda familiar bruta;
  • O imóvel deve ser novo (seja na planta ou pronto), com Habite-se emitido a partir de 26/03/2009, e deverá localizar-se no município da atual residência ou de trabalho. Também é necessário que ele nunca tenham sido habitado ou alienado;
  • Participar com recursos próprios sob a forma de valor dado na entrada, seja com recursos da conta de FGTS ou recursos próprios;
  • A idade do proponente mais velho, somada ao prazo de financiamento, deve ser de até 80 anos, 05 meses e 29 dias.

Sobre a taxa de juros

Renda familiar mensal Nominal Efetiva
Até R$ 2.455,00 5,00% a. a. + TR 5,116% a. a. + TR
De R$ 2.455,00 a R$ 3.275,00 6,00% a. a. + TR 6,168% a. a. + TR
De R$ 3.275,00 a R$ 5.000,00 7,16% a. a. + TR 7,400% a. a. + TR

 

A taxa nominal de juros será reduzida em 0,5% ao ano em caso de proponentes de financiamento habitacional titulares de conta vinculada do FGTS, com no mínimo 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS.

Saiba como comprovar a renda familiar.
A renda familiar inclui todos os membros da família, sendo aceitos no máximo três proponentes, podendo ser os respectivos cônjuges (independentemente do regime de casamento), dependentes, ou outros com vínculos consanguíneos ou por afinidade, que são eles: filho(a), pai/mãe, padrasto/madrasta, avô/avó, enteado(a), sobrinho(a), sogro(a), cunhado(a), neto(a), irmão(ã), tio(a), primo(a) e genro/Nora.

*Consulte sempre a tabela vigente. Pra mais detalhes, consulte a nossa equipe.

CENTRAL DE VENDAS

33 3333 3333